25 abr. 2012

Poemeto distraído - Lota Moncada (abril/2012)

E eu viva
entre
tangos e fandangos
palavras e expectativa
não gasto
pólvora em chimango



Seguindo sugestão do amigo e poeta Alberto Centurião, mudei o penúltimo verso (havia um cacófato despercebido e muito risível!). Acho que assim fico mais enxuto e conforme suas palavras, definitivo! Vale uma entrada ao blog do Centurião, clicando no nome!

2 comentarios:

Val Dantas dijo...

Mulher decidida é assim! Poucas palavras exprimindo sua força decisiva! Show!

Lota dijo...

Obrigada! Eu curto a concisão e os poemas mais curtos mesmo! Mas são um exercício de disciplina...