30 jun. 2012

A vida afinal - Lota Moncada (junho/2012)



O que importa, finalmente,
a não ser que a vida
- essa linha tênue e torta -
 se descobre em cada esquina,
em cada portão espreita
um abalo ou um prazer,
uma alegria reticente e vaga
que raramente resiste 
o tempo de uma quimera.
Nos lanha, nos alisa,
nos embala, nos escarra,

nos afaga, nos fustiga,
mas é ela, a vida enfim,
nos enlaçando rija e fugaz,
em seu jogo claro-escuro
de brincar renascentista,
nos abrindo aquele abraço,
deixando seu gosto agridoce
quando afinal se desfaz.


3 comentarios:

Renato de Mattos Motta dijo...

Lindo, Lota!

Renato de Mattos Motta dijo...
Este comentario ha sido eliminado por un administrador del blog.
Lota dijo...

Obrigada Renato! Bem-vindo seja, volte sempre!