19 nov. 2013

Distância - Lota Moncada (18/11/13)


2 comentarios:

Val Dantas dijo...

Que delicioso esse poema, amiga! Consegue arrancar de seus momentos reclusos, pérolas elegantemente "sentidas". Amei! Um beijo.

Lota dijo...

Muito obrigada Val querida! Você também consegue equilibrar bem a sua "azáfama cotidiana" não apenas com seus poemas, mas com sua música, e especialmente, com sua alma! Um abraço grande